Vôlei Master é vice-campeão Brasileiro 2018

FOTO2
FOTO2

Participando com três categorias no Campeonato Brasileiro de Voleibol Master 2018, em São Lourenço (MG), o Mackenzie não decepcionou e subiu ao pódio duas vezes. A equipe Vinho 70+ conquistou o segundo lugar e as Damas Brilhantes 65+ o terceiro. O time 60+, mesmo desfalcado, também fez bonito e se consagrou o quarto melhor do país.

O torneio nacional é realizado desde 1992 e, neste ano, foi disputado por Minas Gerais – sempre representado pelo Mackenzie, Goiás, Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. De acordo com a treinadora das equipes, Eni Tolentino – conhecida como Bolinha, a categoria 70+, que lutava pelo hexacampeonato, se destacou, perdendo apenas dois sets no torneio. Mas acredita que o Mackenzie, em geral, fez uma boa campanha: “Eu tenho um orgulho muito grande, como técnica, em ter chegado com esses dois times ao pódio, primeiro por eu estar na frente de uma equipe que representa o estado e segundo pela história que eu tenho no Mackenzie. Já fui jogadora, técnica da base, depois da equipe principal que acabou, continuei jogando pelo máster… Essa camisa do Mackenzie eu visto com muito orgulho e todas as vezes que eu chego na final é uma conquista, uma vitória pelo nosso histórico”.

A atleta Helena Alves, que joga pelas três categorias, foi o destaque da competição. “Pra mim, representar o Mackenzie é um amor sem medida, estou aqui desde os meus 15 anos, então é o maior prazer disputar esse campeonato. Eu jogo pelas categorias 60, 65 e 70 anos, então é bem puxado, mas é bem gratificante também. E ser destaque me enche de orgulho, porque eu batalho muito pra isso”, contou.

Para a participação no Campeonato, cada time tem o direito de levar duas jogadoras de outro estado, desde que este não esteja disputando a categoria. No Brasileiro 65+, o clube convidou a catarinense Estela Mares, que foi a revelação da equipe. “Eu fico muito lisonjeada em receber um convite da Bolinha, pra representar um time de tamanha importância como o Mackenzie, ainda mais num torneio nacional. Para mim é um orgulho imenso. É sempre difícil ser destaque, ainda mais num esporte coletivo que você depende dos outros. Não conquistei isso sozinha, teve todo um time por trás que fez um trabalho belíssimo. Eu larguei a medicina e aposentei para seguir com o vôlei. E ser destaque com pessoas ao meu lado de altíssimo nível é extremamente gratificante”, concluiu.

O próximo desafio do Vôlei Máster do Mackenzie será entre os dias 13 e 17 de setembro, quando o clube busca o sexto título brasileiro na categoria 50+, em Goiânia (GO). “Não dá para garantir o primeiro lugar, mas entre os três melhores tenho certeza que dá para ficar”, comentou Bolinha otimista.